sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Um novo conceito em chá de bebê


Até onde eu sabia, chá de bebê era um evento feminino. Mães, tias, avós, amigas, primas, vizinhas, enfim, um encontro de mulheres com comes e bebes, brincadeiras de adivinhações e muitos presentinhos para o bebê. Mas de um tempo pra cá tenho percebido uma significativa evolução e uma nova tendência nesse tipo de festa.

Evolução
O evento já conta com a participação do futuro pai, dos demais homens da família e dos amigos. Os comes que antes eram feitos pelas convidadas, hoje vêm de quituteiras especializadas e ocupam lugar de destaque em mesas lindamente decoradas.
Pichar a grávida com tinta guache e batom? Cada vez mais raro (ufa!). Tenho visto bingos, adivinhações com direito a prêmios e outras brincadeiras que preservam a beleza da mãe.
A tradição dos presentes continua, mas agora com lista em lojas especializadas ou até mesmo em sites de venda on line. Afinal, além de reunir os amigos e a família pra comemorar a chegada do pimpolho, a intenção do chá de bebê é contribuir com o enxoval.


Nova tendência
Nas últimas semanas, tenho preparado algumas encomendas para chás de bebê organizados por colegas de trabalho da futura mamãe. Alguns patrocinados pelo empregador, outros pelos próprios colegas com o bom e velho rateio.
Na hora do almoço ou no final da tarde, a galera se reúne e faz uma festinha rápida e discreta, porém com direito a gostosuras e presentinhos. Parece que o chá de bebê está entrando para a lista de eventos corporativos internos que inclui aniversários e confraternização de Natal. Ou seja, tende a virar tradição. Será?


Uma das turmas que encomendaram mini cupcakes de chocolate para comemorar a chegada do bebê da colega

Nenhum comentário:

Postar um comentário